sábado, 21 de junho de 2008

Tempos difíceis...

Para alguns o ano lectivo chegou ao fim (para alguns alunos até chegou bem cedo!), mas na minha escola, por razões que eu não percebo muito bem, nesta semana ainda irão decorrer 2 dias culturais com exposições e actividades variadas. Um final em grande!

A juntar a isto temos ainda as reuniões de avaliação de final de ano e os exames de equivalência à frequência do 9º ano. Tudo em simultâneo!

Não preciso de falar nas papeladas que neste momento atacam por todos os lados os professores, e em especial os Directores de Turma. Estes parece que carregam uma espécie de maldição que no final de cada período os transforma em administrativos e técnicos de burocracia - são relatórios de progressão/retenção; relatórios de apoio; planos de acompanhamento; papel para isto e para aquilo; notas para ponderar; registos de avaliação para abrir, preencher...

Enfim...

Se os professores ganhassem de acordo com a quantidade de papel que manuseiam nestas alturas, estavam ricos!

Assim, durante a próxima semana, este olho azul vai estar "de olho" na montanha de papéis que terá de despachar... pelo que as visitas terão de ficar adiadas...

6 comentários:

bell disse...

Quem disse que estamos de férias?!

Papelada e mais papelada, se os alunos soubessem o trabalho que nos dão quando chumbam, esforçavam-se mais para passar ;) Só na minha turma, prevejo 10 planos de acompanhamento e 6 relatórios de retenção repetida. Viva a burocracia!

Esses dois "inventos" culturais não serão para compensar algum dia de paragem durante o ano lectivo?

Tozé Franco disse...

Ainda havemos de morrer afogados em papéis. Só resta saber se isso faz com que os alunos aprendam mais. Tenho as minhas dúvidas.
Um abraço e bom trabalho.

titofarpas disse...

Alguns ainda querem ser mais papistas que o papa...
Enfim...
Beijos

Pedro disse...

É verdade. Nós, professores portugueses, devemos ser os campeões da burocracia em toda a Europa...
Enfim, uma tristeza que visa cansar os docentes para que estes passem mais facilmente os alunos. Eu não vou nessa...

as-nunes disse...

Donde se pode concluir que a fantasia da desmaterialização da inormação é uma balela. Ninguém confia nela.
Abaixo a papelada.
António

Marina disse...

Olho Azul, afogaste te em papeis??? ;-)