segunda-feira, 7 de julho de 2008

Em fase de rescaldo...

Existem 2 alturas do ano em que um professor com o cargo de Direcção de Turma quase se afoga em tanto papel - o início e o fim de um ano lectivo!

Não pensem que durante o resto do ano não se passa nada. Simplesmente não se acumula tanto.

Neste momento, felizmente, já estou na fase de rescaldo. Já passaram as reuniões, já foram entregues os registos de avaliação e renovadas as matrículas. O tempo agora é o de arrumar os papéis e o dossier de DT, organizar do PCT que teima em não ficar no ponto pretendido, concluir o relatório de DT, que sendo simples de preencher, acabei por o complicar um bocadinho...

O ano terminou! Para os alunos há algum tempo. Para mim só termina depois das reuniões de avaliação, do stress de "dar notas", do entregar todo o material da Direcção de Turma.
É certo que ainda não estou de férias e ainda há muito a fazer na escola. Mas depois das reuniões de avaliação, sente-se um alívio!!!!

Não foi nada mal o balanço deste ano. Poucos alunos ficaram retidos, muito poucos mesmo. O ensino está virado para o facilitismo (veja-se as notas dos Exames de Matemática), e no fundo acabamos por ficar um pouco frustados com o nível de conhecimentos que os nossos alunos possuem, com a bagagem com que seguem para os anos seguintes.

Os que têm mais dificuldades só pensam nos Cursos CEF - "lá é que é bom; muito fácil; muitas tardes livres". Não é bem assim... Todos nós o sabemos... Eles é que nem nos ouvem!

Em conversas com os colegas alguns vão dizendo que não os podemos reter, que temos a avaliação, blá, blá, blá... Sinceramente, não sei até que ponto a avaliação dos alunos interfere na nossa (estou um pouco por fora), mas neste momento nem quero saber.

A avaliação dos meus alunos é feita em consciência com o trabalho desenvolvido/realizado (ou a falta dele) dos alunos. Como posso premiar um aluno que nada fez ao longo de 9 meses, nem sequer o material apresentou. A senhora Ministra pode dizer muita coisa, pode pensar ainda mais, mas vamos lá parar e pensarmos nós um pouco. Estes garotos que agora ensinamos e tentamos ajudar a crescer são os futuros governantes do nosso país. Veja-se como ele está... Imagine-se como ele ficará!

6 comentários:

Tozé Franco disse...

Alguns alunos bem se esforçam para chumbar (ó raio que é ficar retidos, ou não aprovados!), mas nós não deixamos. O que é engraçado é que alguns, muito esforçados, conseguem!...
Um abraço.

citadinokane disse...

Olho azul,
Sou professor aqui no Brasil, e as tuas preocupações são as minhas... Eles irão governar no futuro aqui, e aí no outro lado do Atlântico...
Que Deus nos proteja!!!
Bjs,
Pedro

Pedro disse...

Continua-se na senda do facilitismo. Muitos CEF`s são uma vergonha. Há cursos profissionais com alunos que vão para lá quase obrigados... As Novas Oportunidades deveriam-se chamar de Novas Facilidades. E agora temos exames vergonhosos!
É preciso muita força de vontade para não irmos pela caminho que o ME quer.
Estou contigo. Diz não ao facilitismo...

Anónimo disse...

As Novas Oportunidades dever-se-iam...

Professorinha disse...

Tardes livre no CEF??? Quem??,,, Os meus tinham aulas todos os dias... tarde e manhã...

Quanto ao trabalho de DT... sei de que falas!

Beijos

Stôra disse...

Partilho essas "dores de cabeça" que a Direcção de Turma causa. Só terminei os trabalhos anteontem. Estava a ver que não conseguia paz para concorrer.
*Beijinhos* e bom descanço!