sábado, 13 de janeiro de 2007

Uma semana nada fácil...

Mais uma semana de aulas que chegou ao fim, finalmente...

Esta não foi uma semana fácil. A minha escola parece um barril de pólvora, prestes a explodir. O clima é estranho e agrava-se ao final do dia. Tudo por causa de conflitos de miúdos (e graúdos), entre a escola básica e a secundária, que se traduziram em ajustes de contas. Na segunda feira, a escola foi invadida literalmente por alunos da secundária. Ninguém percebeu como foi possivel entrarem na escola, mas a verdade é que há uma falha em termos de segurança na hora de saída. Conclusão, nos dias seguintes a GNR esteve a "patrulhar" a zona.

Sente-se um clima de instabilidade. Os miúdos das duas escolas apanham o mesmo transporte por isso podem imaginar... E depois basta andarem 2 à luta para logo se juntarem mais meia dúzia. Ontem (6ª feira) foi o susto - 20 garotos da escola secundária voltam a "atacar" e novamente a GNR foi chamada a intervir. A insegurança é de tal ordem que os professores que saem às 18h30 (hora a que terminam as aulas) esperam sempre 15 a 20 minutos antes de irem embora.

Pelo que dizem os colegas mais antigos, nos anos anteriores não era assim. A situação está a ficar complicada e ninguém sabe onde isto irá parar. Já há quem compare esta escola com as do Porto. Pessoalmente, espero que não atinja esse limite, mas confesso que nos meus anos de serviço este é o primeiro em que utilizo mais vezes a caderneta dos alunos para enviar mensagens aos Encarregados de Educação. Só ontem numa aula foram 4 (!!). Ou são os miúdos que são diferentes (e para pior) ou sou eu que já estou a perder a paciência (ou serão as duas razões).

Mas a semana não termina por aqui. A minha sexta feira termina com a área curricular "Área de Projecto". Não sei se já o disse, mas esta é uma área que eu não gosto muito de trabalhar. Por azar (talvez) a turma à minha responsabilidade é aquela que eu considero a mais problemática, das minhas 5. Só ontem foram cerca de 90 minutos para formar novos grupos de trabalho pois não estavam a conseguir entenderem-se (quase que se matavam). Depois é a própria ideia de área de projecto, pois eles pensam que podem fazer o trabalho que querem, mesmo que o tema de um grupo não tenha nada a ver com o outro. Desculpem-me que eu posso estar enganada, mas no meu ponto de vista esse não é o verdadeiro objecto desta área curricular. A ideia é definir um tema de um projecto, que será igual na turma, e depois cada grupo irá desenvolver um sub-tema relacionado com o tema definido. E perceberem isto...?

Sabem, depois de uma semana destas sabe bem o descanso no ninho! Por isso, aproveitem este fim-de-semana da melhor maneira possível.

Quanto a mim, vou descansar as ideias em frente ao mar...

13 comentários:

Márisa disse...

Parece-me uma boa forma de descansar as ideias! Não deve ser nada fácil, que semana! Bom fim de semana e aproveita.

Flor disse...

Também sou professora, aqui no Brasil, e no momento Graças a Deus estamos de férias...
Andei estressada nos ultimos meses de aulas e sei bem o que sentes.
Aqui também está ficando cada vez mais complicado ensinar.

Boa semana, a que vem, que seja melhor!

Patrícia disse...

Um bom fim-de-semana! Espero que a próxima semana seja mais calminha...

Beijocas

Professorinha disse...

Afinal não é só na minha escola que os miúdos estão esquisitos e agitados... o que se passará com esta juventude???

E ainda foi uma pessoa mandada pelo ME no outro dia à Opinião Pública na SICNotícias dizer que as escolas portuguesaas são lugares seguros e que não há violência!!!!! Este ano já estou FARTA de ser agredida verbalmente... se calhar ela acha que agredir é só bater...Se algum dia um aluno me bater ou tentar... não sei se me controlo...

Cris disse...

Também estou com uma turma em Área de Projecto. É a primeira vez que estou responsável por esta área curricular e já estou fartinha. Quando descreves a tua aula de formação de grupos e escolha de sub-temas revi-me nos últimos 90 minutos que estive com a turma... uma confusão!

Boa sorte para a próxima semana!
Beijinhos :)

bell disse...

Já não há respeito! Os alunos vivem num clima de impunidade e acham que podem fazer tudo o que lhes apetece.

Continuação de bom fim-de-semana! Descansa muito que vais precisar de forças para enfrentar mais outra semana.

Stôra disse...

Que horror! Acho que os miúdos, depois das férias, voltaram cheios de energia (e fartos de andar à vontade, sem regras, nas férias) e prontinhos para partir tudo!
(Eu estou numa escola do Porto!)
*Beijinhos* e espero que estejas a descansar muito e bem :)

Carlos Ponte disse...

Pois é, cara colega, temos uma ministra que, na ânsia de deixar nome gravado nos anais da educação em Portugal entrou feito um elefante numa loja de cristais. Fez o que qualquer agitador de meia tigela faria: criticou os professores para chamar a si a opinião pública. Conseguiu-o, disso não tenho dúvidas, mas hoje terá concluído que foi o pior caminho para iniciar o seu trabalho. Vai necessitar de muita energia para remendar tudo o que destruiu nestes dois anos.
Penso que os miúdos não estão mais agitados o que têm é uma visão diferente da função do professor, visão essa que, não tenhamos dúvidas, a senhora ministra da educação ajudou a criar. A propósito será por isso que a senhora emudeceu? Há tanto tempo que a não oiço. Ou andarei distraído?
Mas com todos estes percalços, ensinar ainda é aquilo que mais me dá prazer.
Não se deixe abater. Vá em frente.
Um abraço,
Carlos Ponte

m@nelito disse...

fiquei sem palavras... mesmo...

parabéns pelo blog...

:)

Marina disse...

Como te compreendo.
Area de Projecto e o meu terror...
Eu para alem de passar um ano com trocas de grupos e trocas de temas, cheguei ao final do ano e tive a plena sensaçao que aquele tempo foi um desperdicio para os miudos e para mim...

Beijitos e boa semana de trabalho!

Tozé Franco disse...

Às vezes penso que por muito mau que seja, é melhor aproveitar bem o dia porque o seguinte será sempre pior.... Não vejo meios disto melhorer!
Quanto à Área de Projecto até tenho gostado da experiência (é no 2º ciclo e tenho um par pedagógico)e o tema acaba sempre por envolver toda a turma. Este ano já fomos cantar a uma festa de solidariedade transmitida pela RTP, vamos fazer uma peça de teatro sobre a Revolução de 1640 (está um pedaço do texto no meu blogue)escrita nas aulas e, talvez, gravar um CD com 4 ou 5 músicas.
Isto não quer dizer que não ache mais importante que seria mais importante estarem a ter Português ou Matemática nesses 90 minutos...

Anónimo disse...

De facto nos dias que correm ser professor não é nada fácil. Atrevo-me a dizer que é cada vez mais uma profissão de risco. No entanto, caros colegas, o pior é não nos deixarem fazer aquilo que mais queremos: ensinar. Pior ainda é ser confrontado com as recentes politicas educativas que não pensam nos alunos, muito menos nos professores, mas sim em economizar uns euritos. No entanto, o dinheiro não falta para investir em projectos como TGV e mais um aeroporto. Alguma coisa muito errada se passa, ou será apenas impressão minha?
Desculpem o desabafo, desta professora completamente cansada e muito indignada com tudo o que se está a passar.

Manu

AnaCristina disse...

É preciso calma... tudo se resolverá!!