domingo, 8 de julho de 2007

Este é-te dedicado!

Tenho um amigo que me acompanha, para todo o lado, percorrendo os mesmos caminhos que me conduzem, dia-a-dia, até à minha escola.

É um amigo que me ouve quando canto ao som da música que passa na rádio (ou melhor desafino) , com quem converso ou discuto, com quem desabafo...

Já percorremos muitos quilómetros juntos (quase 40.000), muitas horas de viagem (em especial do Minho ao Alentejo, e vice-versa), já visitamos e descobrimos muitas paisagens.

Esteve sempre à altura de todos os desafios e hoje dedico-lhe este post! Sim, a ti meu bolinhas...

Não se admirem, mas a verdade é que gosto muito do meu "bolinhas" e faz exactamente 2 anos que nos conhecemos!

E já agora aqui fica um comentário, menos alegre.

Há quem considere um carro como um luxo. Eu não entendo assim. Na minha profissão, que me faz estar um ano no Alentejo (quando eu sou do Minho) e no outro saltar para o Tâmega, o carro é o meu meio de transporte, é uma necessidade. Podem dizer que sempre tenho os transportes públicos como alternativa, mas por vezes esquecem-se que muitas das nossas localidades têm a rede rodoviária um pouco deficitária, pode até acontecer que o horário do autocarro simplesmente não seja coincidente com o da escola. Existem localidades, com escolas básicas, onde o padeiro apenas passa 3 vezes por semana. Como será o autocarro?

Eu sei que existem colegas que fazem imensos sacrifícios ao longo do ano, que apanham mais do que um transporte público por dia ou sobrevivem através de boleias. Eu conheço colegas assim e dou-lhes o meu louvor por conseguirem resistir.

O que eu quero dizer é que o meu carro não é um luxo e por isso fiquei magoada quando há dias o encontrei todo vandalizado. Alguém o tinha riscado, do lado do condutor, ao longo de todo o comprimento, como se estivesse a contornar as portas. Aconteceu de dia, na rua onde eu moro. Ninguém viu. Não foi o único, também fizeram a um vizinho.

E eu pergunto, porquê? Qual a ideia, qual a intenção? Porquê a maldade...

12 comentários:

Tozé Franco disse...

Ora aí está um bloinhas igual ao cá de casa. O meu ainda não foi riscado, felizmente, porque isto de mandar os carros à oficina está pela hora da morte.
O respeito pela propriedade alheia está pelas ruas da amargura, o vandalismo está em alta, infelizmente.
Um abraço e espero que o bolinhas sobreviva.

bell disse...

Fizeram porque podiam. Porque não têm respeito pelos outros, nem pela propriedade dos outros porque nunca tiveram de lutar por nada. Porque não têm civilidade.

(Também tenho um bolinhas (de outra raça) que me leva a todo o lado. Sem carro, com a incerteza das colocações, não conseguiríamos sobreviver. Conheço colegas sem carro que estão sempre dependentes das boleias para se deslocarem.)

Anónimo disse...

De facto o que seria dos professores sem os bolinhas. Danificar a propriedade alheia é uma falta de respeito que está infelizmente, a ficar em voga.
Gostei da selecção musical.

O colega da outra secção

Carlos Ponte disse...

Fizeram, minha amiga, "porque sim". Os energúmenos não o fazem por qualquer razão especial, fazem-no. Simplesmente. Espero, de qualquer modo, que tenham já recuperadoda travessura.
Um abraço.

Flôr disse...

Fizeram-no por pura maldade... quem o fez... é alguém de mal com a vida.... que sente prazer praticando o mal.... deixa lá... aquilo que semeiam.... hão-de colher!!!

Bolinhas???!!! um carro desses bolinhas??!!! bolas.... ficava-lhe melhor o nome de BOLAS... lol lol

mas o teu bolinhas comparado com a minha latinha velha.... vai lá vai!!! eheheeh

Realmente em muitas situações o carro é mesmo fundamental... como no teu caso....

E eu cá costumo dizer.... o carro existe para me servir.... não para eu servir o carro.....

Vives numa das mais bonitas zonas do nosso País... o Minho... maravilhosas e belas paisagens.... és uma previligeada por morares aí....

Eu trocava Lisboa pelo Minho... sem dúvida alguma... bem mais saudável....

Quanto às tuas "cantorias" nas longas horas de viagem... coitado do bolinhas.... ele usa tampões nos ouvidos?!! ahahahah deve ter uns vidros mesmo resistentes, para não se partirem quando cantas!!! ih ih ih

(estou a brincar contigo, não leves a mal,mas hoje estou de regresso ao trabalho.... já precisava de mais férias... férias das férias lol lol)

Que os anjos de Deus, te guiem e protejam sempre pelas "estradas de Portugal".... porque sem Ele (Deus)a proteger-te..... as coisas poderiam não ter corrido tão bem nestes dois anos do teu "namoro" com o bolinhas....

Boa semana linda e que tudo corra como desejas.

Xi-coração da Flor, não de olho azul, mas de olho castanho escuro.... :)))

José Manuel Dias disse...

..acabamos por estabelecer uma ligação afectiva com "quem" partilha connosco mts horas...Abraço

Google disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
asn disse...

Rede de transportes públicos um pouco deficitária? Favor!...
Muito deficitária é que é.
O problema, porém, é que ninguém com comopetências para isso e responsabilidade, se parece incomodar em programar as coisas de modo a que as pessoas certas estejam a trabalhar nos locais certos! Este é que é o problema. E tanto de útil à humanidade, que poderia ser feito nesse sentido.
Um beijinho, prof. azul
António

Marina disse...

O teu veiculo ate que e bonitinho, mas olha que nao chega aos calcanhares (ou seja, aos pneus!) do meu Cliozinho! ;-)
E isso do vandalismo... é mesmo maldade. Acho que nao vais encontrar resposta à tua pergunta...

E ja agora, deixa-me dizer te que, finalmente, ja deixei no meu cantinho as sugestoes literarias que me pediste!

Bom Domingo!

AnaCristina disse...

Eu também tenho um Bolinhas, um Corsa branco que já me salvou de muitas situações esquisitas e que me tem acompanhado sempre, mesmo quando um sinal de trânsito (maroto!) se atravessou no nosso caminho...

Engraçado! A maior parte dos professores que conheço têm uma relação especial com os seus automóveis e, inclusivé, baptizam-nos com nome carinhosos.

Nunca tinha pensado nisto!

Pitanga disse...

Também tenho carinho pelo meu carro o qual chamo de cerejinha. É um Clio meio vermelho, meio vinho...é da cor da cereja madura, pronto.
Quanto aos vândalos isto já vem de casa onde, quando crianças, tudo se pode e respeito nem se vê.

beijos do lado de cá.

Flôr disse...

Venho dar-te um beijinho de boa noite.

Será que já estás de férias?

Tens o carro aqui "estacionado"
a vários dias....eh eheheh

Beijoca da Flor com carinho

(Vejo que mudaste a música... é bem diferente da anterior... mas gostava mais da outra! sorry :D mas é sempre bom haver mudanças!)